O QUE VOCÊ PRECISA?

CURATIVO SECUNDÁRIO

Sem dúvida, o tratamento de feridas é um processo que exige bastante cautela e cuidado. Afinal, envolve fatores que variam de paciente para paciente. Por exemplo, o tipo do ferimento ou o nível de complexidade.

De qualquer forma, o curativo secundário é um dispositivo essencial para tornar a cicatrização mais rápida e segura. Por isso, cada vez mais cirurgiões optam pelo uso  após os procedimentos!

Mas o que é um curativo?

A saber, um curativo é um meio terapêutico que tem como intuito principal limpar e proteger uma ferida. Portanto, visa promover uma boa recuperação para a pele e evitar mais danos à área lesionada. 

Assim, os principais objetivos desse dispositivo são:

  • Promover uma boa cicatrização;
  • Proteger a ferida de bactérias;
  • Tratar e prevenir infecções;
  • Proteger contra traumas;
  • Reduzir edemas;
  • Drenar e absorver infecções;
  • Diminuir a intensidade da dor;
  • Promover conforto ao paciente;
  • Fornecer isolamento térmico.

Aqui na MEM Cirúrgica trabalhamos com o Sequa Skin Closure, um dispositivo moderno e eficiente para o fechamento de feridas.

bg-grey

Quer saber mais sobre nossos produtos?

Receba nosso catálogo completo.

Melhor portfolio de produtos para saúde.

Curativo secundário: definição e quando usar

Basicamente, um curativo secundário é utilizado para cobrir um curativo primário. Ou seja, o objetivo é mantê-lo seguro e no lugar.

Dessa forma, o curativo secundário não interfere diretamente no tecido que está em processo de regeneração. Também, evita que o curativo principal seja trocado com frequência, logo diminui a dor e o desconforto do paciente.

bg-grey
Design sem nome - 2022-07-28T120654.675

Diferença entre curativo primário e curativo secundário


Decerto, existe pouca
diferença entre os curativos primários e os secundários!

A saber, o curativo primário é aquele que fica em contato direto com a ferida. Em contrapartida, o curativo secundário fica por cima dessa primeira proteção. Aliás, existem alguns casos onde o paciente pode trocar apenas o curativo secundário. Sobretudo, quando o intuito é deixar o primeiro curativo agir por mais de 1 ou 2 dias.

Principais tipos de feridas onde
aplicar os curativos:

Basicamente, uma ferida representa qualquer lesão que interrompe a integridade da pele. Assim, pode atingir não só a epiderme, mas também a derme, tecido cutâneo ou até mesmo o músculo do paciente.

Dessa forma, podemos classificar as feridas em:

Feridas superficiais

A lesão acontece nas camadas mais superficiais da pele. Ou seja, na derme ou epiderme.

Feridas profundas

Em contrapartida, aqui os níveis mais profundos da pele são atingidos. Por exemplo, o tecido adiposo, tendões, músculos ou ossos

Feridas simples

Geralmente cicatrizam rapidamente e sem complicações.

Feridas complexas

Nesse caso, o processo de cicatrização é lento e propenso a cronicidade. Portanto, pode apresentar um quadro infeccioso, exsudação e forte dor.

Cuidados na hora de comprar curativo secundário

Com certeza, existem diversos tipos de curativos disponíveis no mercado. Entretanto, escolher o modelo mais adequado reflete não só na satisfação do cliente cirurgião ou enfermeiro, mas também no sucesso da cicatrização do local. Principalmente porque um curativo com qualidade reduz o tempo do tratamento, evita complicações maiores e otimiza o processo de regeneração.

Curativo para feridas cirúrgicas Sequa Skin Closure você encontra na MEM Cirúrgica!


Então, se você está procurando um curativo moderno e eficiente,
 acesse aqui para fazer um orçamento do Sequa Skin Closure! 

Aqui na MEM Cirúrgica você encontra modelos ideais para serem utilizados como curativo secundário. Decerto, são produtos com procedência garantida, e fabricados de acordo com as regras estabelecidas pela ANVISA. Assim, eles garantem uma cicatrização mais segura e confortável. 

Acesse aqui para baixar o nosso catálogo e conheça todos os curativos e outros produtos que temos à sua disposição! 

 

bg-grey